23 de ago de 2018

EMBRAPES demite mais de 40 Funcionários lotados no Hospital Regional de Lagarto e não pagou rescisões indenizatórias


“Dinheiro para reformar o prédio da SES o Centro de Nefrologia (fotos) e Publicidade na TV a EMBRAPES tem agora para pagar em dia os funcionários e os ex-funcionários a EMBRAPES não tem, e olha que todo mês é uma confusão para receber salário. Só paga quando faz greve ou divulga na imprensa”. Ressaltou um ex-funcionário da Empresa.

Sede EMBRAPES
Os mais de 40 funcionários demitidos da empresa prestadora de serviços hospitalar EMBRAPES lotados no Hospital Regional de Lagarto da Rede Hospitalar de Sergipe estão com suas verbas rescisórias presas a quase três meses, já que foram dispensados do trabalho e até então a empresa não se mostrou compromissada em efetuar o pagamento dos ex-funcionários que são pais e mães de famílias que precisam desse dinheiro para o sustento, bem como sacar o FGTS e entrar no Seguro Desemprego uma vez que a maioria então desempregados.

Várias foram as tentativas por parte dos ex-funcionários para receber os seus direitos trabalhistas, já se reuniram e foram a sede da empresa EMBRAPES por 2 vezes fazer acordo e nada, eles alegaram que a SES (Secretaria Estadual de Saúde) responsável pelo pagamento não depositou para que a EMBRAPES faça o pagamento, por outro lado a SES alega que não deve nada a EMBRAPES.

Outra tentativa de acordo foi via sindicato que mandou um representante a Lagarto conversar com os ex-funcionários e que trouxe uma proposta de pagamento em 5 parcelas a ser iniciada em 15 de agosto e a cada dia 15 do subsequente mês, feito então o acordo e esperado um mês do dia em que fechou o compromisso com o representante do Sindicato senhor Diego, porém no dia 15 de agosto nada e daí para cá só revolta e indignação por parte dos ex-funcionários que ficaram na esperança de ter seu dinheiro depositado a cada mês e consequentemente da entrada no Seguro Desemprego.

Após o prazo que foi dado e acordado pelo sindicato e não comprimidos, os ex-funcionários então apelaram para a imprensa e através dos microfones da FM Eldorado no Programa jornalístico do Radialista Nando Moreno o fato se tornou público e chegou aos ouvidos da direção da SES e várias pessoas foram citadas e convidadas para falar a respeito do fato, entrevistas foram colhidas entre representantes da SES e EMBRAPES, mas parece que de nada tem adiantado, pois não resolvem o problema dos mais de 40 funcionários que foram desempregados e que não receberam seus direitos.
Funcionarios não recebe em dia mas Embrapes faz reforma

São servidores que estão em situação de dificuldades, haja vista que todos são pais e mães de família e precisam dos salários para quitar dívidas com: aluguel, mercadinho, agua, energia entre outras despesas da casa, no entanto nenhuma providência até o presente momento foi tomada por parte da EMBRAPES e da própria FHS/SES e do Governo do Estado responsáveis pela contratação da EMBRAPES para resolver tal situação a que estão passando esses ex-servidores terceirizados.

O jogo de empurra parece está longe de acabar, a EMBRAPES alega não receber da FHS/SES para pagar o pessoal, já a gestão da SES alega não dever um centavo a EMBRAPES, e que a responsabilidade e da empresa em pagar seus funcionários, perguntamos e daí que culpa tem seus colaboradores?

Dinheiro para pagar a quem trabalha de sol a sol, dando o seu melhor desempenhando funções várias a EMBRAPES não tem, agora para aparecer na televisão se mostrando e mostrando que foi responsável pela reforma do prédio da SES (foto) e do Centro de Nefrologia do HUSE (foto) tem dinheiro suficiente, inclusive com propaganda na TV.

O Governo do Estado através dos órgãos citados FHS/SES também é responsável por tudo isso que está acontecendo, pois se está pagando a empresa e negligente quando não fiscaliza, afinal é corresponsável pela fiscalização dos gastos públicos, uma vez que não fiscaliza o que gasta, e como gasta, fica responsável, portanto não adianta querer se eximir da culpa dizendo que não deve, deve quanto a EMBRAPES, pois cabe a quem paga, cobrar os serviços prestados de maneira clara e transparente.

Diante de tantos fatos, conversas, mentiras e esperanças não concretizadas, não sabendo mais a quem confiar e apelar resta somente a justiça, ou seja, ter que contratar um advogado para assumir a causa e com isso ter que tirar 30% do que é de direito para pagar a um representante ADVOGADO para então receber o que deveria ser de direito e sem ter que precisar de justiça. Isso é justo Governador? Senhores gestores da FHS/SES é justo? Responsáveis pela EMBRAPES é justo?

Muitos dos funcionários já estão passando fome, sem nada para comer, sem condições de comprar, pois não tem como pagar, cartões com faturas atrasadas e cobrança na justiça, inclusive com o nome sujo e inscrito no Serasa, mas ninguém resolve, até que ponto chegaram e quando isso vai acabar?

Então senhores responsáveis pela EMBRAPES revejam seus conceitos de patrões e se coloquem na pele daqueles que tem apenas ao final do mês o que lhe é devido por direito pelo trabalho prestado ao longo do mês, ou seja, o sofrido SALÁRIO, que bote sofrido nisso, e que nem mesmo ele chega em dia para honrar com os compromissos.

Infelizmente só vocês os patrões que podem resolver tal situação a que chegou, afinal repito ninguém dos seus colaboradores tem culpa de vocês não receberem o repasse da FHS/SES como vocês alegam não ter recebido, até porque nenhum deles são funcionários da Fundação e sim da EMBRAPES.

Nenhum comentário:

Postar um comentário