21 de jun de 2018

HUL e Município discutem cuidado integral na saúde em Lagarto


Em reunião ocorrida na manhã de ontem, quarta-feira, 20, no Hospital Universitário de Lagarto (HUL-UFS), gestores de saúde do município e da unidade hospitalar discutiram e pactuaram sobre os fluxos dos usuários entre a atenção hospitalar e a atenção primária na saúde em Lagarto. O que se objetiva é a continuidade da atenção aos pacientes após a alta hospitalar.

Pelo HUL participaram do encontro o gerente de Atenção à Saúde, professor Manoel de Cerqueira Neto; a diretora Clínica e chefe da Divisão do Cuidado, Evelyn Machado; e o chefe da unidade de Regulação Assistencial, Marcos Henrique dos Santos. Pelo município, o secretário Cleverton Oliveira, da Saúde; a coordenadora do Núcleo de Atenção Primária, Daniela Souza da Silva; a gerente da Estratégia Saúde da Família, Nívea Alves dos Santos; e a assessora de Planejamento, Daniela Santos Pereira.

“A partir de agora, o paciente do município de Lagarto que tiver alta e necessitar da continuidade do cuidado terá seu resumo de alta e exames encaminhados para a atenção primária”, observou o professor Manoel de Cerqueira Neto, lembrando que isso será providenciado pelo Núcleo Interno de Regulação (NIR) do HUL.
O gerente de Atenção à Saúde disse ainda que a discussão em torno do fluxo de referência e contrarreferência será estendido a outros municípios. “Lagarto é um ponto de partida de um processo que em breve envolverá os demais municípios da nossa região de saúde”, destacou, lembrando que o objetivo é a integração e contribuição cada vez maior do HUL à rede de atenção à saúde. Para a diretora Clínica, Evelyn Machado, o intuito é o fortalecimento da parceria já existente entre a Ebserh e o município de Lagarto. “Com o objetivo de afinar os fluxos dos pacientes entre a atenção hospitalar e a atenção primária”, enfatizou.
Município
O secretário Cleverton Oliveira, da Saúde, ressaltou que a melhoria e fortalecimento da atenção básica passa necessariamente pela celebração de parcerias que possam agregar e somar esforços pensando no melhor para a coletividade. “Lagarto hoje não tem que pensar numa saúde individualizada, mas numa rede de saúde englobando entes como a universidade, o município, a Ebserh, e ainda instituições privadas e de cunho social que queiram agregar nesse processo”, considerou. “Hoje nós pensamos em parcerias para a melhoria da atenção básica”, destacou.
Comentando sobre a motivação que ensejou o encontro dos gestores, Daniela Souza da Silva lembrou que o objeto foi pactuar o fluxo de referência e contra referência entre o HUL e a atenção primária à saúde. “O que se visa é a melhoria da assistência aos nossos usuários, para redução de agravos e um melhor acolhimento ao público”, disse. ​

Nenhum comentário:

Postar um comentário