26 de out de 2017

PC de Lagarto prende grupo em flagrante por extorsão e ameaça de divulgar vídeos íntimos

Policiais civis da Delegacia Regional de Lagarto prenderam um grupo composto de três homens e uma mulher em flagrante na noite desta quarta-feira (25) por crime de extorsão, no Bairro Coroa do Meio em Aracaju (SE). Segundo a polícia, os criminosos realizavam ameaças de divulgar vídeos íntimos das vítimas, que tiveram os celulares furtados anteriormente durante uma festa na capital.

Um desconhecido utilizou uma rede social para exigir R$ 6 mil para não divulgar imagens íntimas do casal. Após a denúncia de extorsão, os policiais passaram a acompanhar os passos dos criminosos e flagraram o momento em que três homens e uma mulher chegaram ao local combinado com a vítima em uma motocicleta e um carro.

Ao chegar ao local, a vítima foi abordada por um dos suspeitos que exigiu a entrega do dinheiro. Os policiais se identificaram e prenderam o grupo. Com a mulher presa, foi encontrado o celular utilizado para entrar em contato com a vítima. Nele, estavam as conversas ameaçadoras e os diálogos entre os membros da associação criminosa.

As investigações continuam para apurar a possível participação de outros indivíduos e descobrir como os suspeitos tiveram acesso aos vídeos gravados na memória dos celulares das vítimas. A Polícia Civil também investiga a ligação do grupo com o autor do furto dos celulares durante a festa.

SUSPEITOS
Segundo a polícia, a participação de Allan consistiu em conduzir a motocicleta, se passar por motoboy, abordar a vítima, pegar o dinheiro e entregar aos demais membros do grupo.
Marcelo era responsável por verificar a movimentação no local marcado e informar aos demais membros do grupo o momento da chegada da vítima ou da Polícia.

A participação de Davyd consistiu em conduzir o carro, se passar por motorista de Uber e transportar os demais membros do grupo, sob a promessa de receber R$ 200,00 pelo serviço.

Por fim, a participação de Gessica consistiu em criar um perfil falso em uma rede social, manter contato com a vítima, fazer as exigências e comandar o grupo criminoso.

Fonte: Kaio Feitosa portal Lagartense

Nenhum comentário:

Postar um comentário