20 de mar de 2017

Hospital de Lagarto deverá ser federalizado na próxima sexta-feira

O Hospital Regional Monsenhor João Batista de Carvalho Daltro, também conhecido como Hospital Regional de Lagarto (HRL) será federalizado na próxima sexta-feira, 24. A data foi definida a partir de um pedido feito à Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio de um ofício encaminhado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que deverá assumir a administração da unidade. A transferência da gestão foi o tema de uma reunião realizada entre a SES e os representantes da empresa na última sexta-feira, 16.

O encontro serviu para que fossem esclarecidos alguns pontos da transferência que está sendo discutida há dois anos. Na avaliação de Valter Santana, superintendente da Ebserh Lagarto, a partir dessa última conversa com o Secretário Almeida Lima, alguns procedimentos ficaram mais claros e próximos de uma efetivação. “O Secretário trouxe a concretização de vários passos para que a gente possa assumir a gestão do Hospital de Lagarto. Agora nós conseguimos sair de um planejamento e ir para a fase de implementação, de colocar em prática tudo o que já foi acordado”.
Hoje o HRL opera com um total de 334 funcionários divididos em três regimes contratuais: estatutários, contratados e concursados celetistas. O hospital tem capacidade para 287 internamentos e realiza cirurgias de urgência. No total, a unidade recebe mensalmente recursos que chegam a quase 550 mil reais por mês, provenientes de programas e convênios que possibilitam atendimento no Pronto-Socorro e na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
Todo o funcionamento do hospital, assim como os contratos de prestação de serviço nas áreas de ressonância, limpeza e manutenção passarão para o modelo de gestão da Ebserh, que ainda deverá implantar um tomógrafo e serviço de hemodiálise. O superintendente da empresa ressaltou que o planejamento foi elaborado tendo em vista as necessidades da população e em consonância com o que é requisitado pela SES. “O HRL é importante para toda aquela região e agora temos a oportunidade de torná-lo mais do que um hospital regional, um aporte de serviços que consiga suprir demandas do Estado. Quem nos passa isso é a SES e temos que estar em sintonia”, opina Valter Santana.

Para o Secretário Almeida Lima, as reuniões que vem sendo realizadas têm cumprido o objetivo de esclarecer pontos a serem resolvidos, além de permitir a construção de soluções conjuntas entre todos os envolvidos nos serviços de saúde pública. Em relação à federalização do HRL, o secretário considera que o encontro foi válido para finalizar a questão de transferência de gestão. “Entendemos essa reunião como algo positivo, pois agora temos a certeza de que a mudança de gestão será feita dentro do prazo e com respeito a todos os envolvidos, quer sejam profissionais, empresas prestadoras de serviço e a população que é atendida naquela unidade e que deve ser em primeira instância a maior beneficiada”, declarou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário