19 de mai de 2016

Profissionais de saúde do Hospital Regional de Lagarto foram vacinados contra a gripe H1N1

Profissionais de saúde e demais trabalhadores do Hospital Regional Monsenhor João Batista de Carvalho Daltro (HRL), em Lagarto, na região Centro-sul de Sergipe, começaram a ser vacinados esta semana contra a gripe H1N1. A vacinação, iniciada segunda (16), faz parte da Campanha Nacional realizada em todo o país pelo Ministério da Saúde (MS), e coordenada em Sergipe pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Este ano, a campanha para profissionais e demais trabalhadores do HRL se estendeu até  a quarta-feira (18). “Nos dois  primeiros dias (segunda e terça-feira), a vacinação 
foi  feita  nos  três  turnos – manhã, tarde e noite – e na quarta-feira(18 foi destinada apenas aos profissionais que atuam no plantão  noturno”, explicou a enfermeira Daniela de Matos Pereira,  do Serviço Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), que  coordenou a campanha internamente no HRL.  A imunização foi realizada no HRL em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Lagarto, responsável pela aplicação da vacina. 


Segundo ela, os profissionais  de saúde  que atuam  no Hospital Regional de Lagarto que não foram beneficiados pela campanha nos três  dias, por motivos de ausência, como aqueles que estão em férias,  poderão ser vacinados posteriomente. “Para tanto, eles deverão buscar  um posto ou unidade de saúde do município, apresentando uma  identidade profissional, como a carteira do Conselho Regional de Enfermagem (Coren) e do Conselho Regional de Medicina de Sergipe (Cremese)”, esclarece Daniela Matos.

A vacina é importante, pois protege o cidadão dos três tipos de vírus (H1N1, H3N2 e o Influenza tipo B) que normalmente mais levam a processo de internação hospitalar, provocando uma gripe que pode evoluir, por exemplo, para casos de pneumonia.

Realizada anualmente, a campanha tem a sua importância reconhecida pela gestão do HRL, uma vez que  profissionais de saúde e demais trabalhadores são os que estão mais suscetíveis a agentes biológicos, como a gripe. “A vacinação realizada em estabelecimentos de saúde objetiva, além da segurança dos trabalhadores que exercem suas atividades em um ambiente de risco, promover a necessidade de perpetuação dos cuidados relativos à gripe, em especial ao vírus H1N1”, afirmou Oldegar Alves Junior, superintendente do HRL. “E quando a vacina imuniza o profissional, indiretamente também confere maior segurança aos usuários da unidade, pois minimiza as possibilidades de transmissão para os pacientes”, ressaltou.

Público alvo - Além de crianças de seis meses a menores de cinco anos e idosos acima de 60 anos, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe Influenza, promovida pelo Ministério da Saúde, tem como público alvo ainda gestantes, puérperas no período de 45 dias após o parto, trabalhadores da área da saúde, povos indígenas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas  e de outras condições clínicas especiais. A campanha termina nesta sexta-feira, 20 de maio.

Tito Lívio de Santana
Assessor de Imprensa
Hospital Regional de Lagarto


Nenhum comentário:

Postar um comentário