26 de ago de 2015

Movimento se reúne para discutir proposta de redução salarial de vereadores



De antemão o que já está definido é o valor: de R$ 8 mil passará para dois salários mínimos, caso aprovado.
 
A primeira reunião do Movimento Redução Já aconteceu na noite de ontem  terça-feira (25) no Rotary Club de Lagarto e contou com aproximadamente 50 pessoas de diversos setores da sociedade, como mototaxista, professor, estudante, militante dos direitos da mulher, empresário, policial, religioso, comunicador e músico. Os membros do grupo debateram o texto do projeto que irá propor a redução salarial dos vereadores lagartenses. De antemão o que já está definido é o valor: de R$ 8 mil passará para dois salários mínimos, caso aprovado.
"Fico feliz pela diversidade de toda a sociedade aqui presente. E mais feliz ainda por está vendo aqui a juventude", ressaltou o advogado Itamar Santana, que intermediou a reunião. Ele explicou que este primeiro passo é de finalização do projeto, para, a partir daí, acontecerem os atos públicos, a coleta de 3.500 assinaturas, já que o projeto é de iniciativa popular, e, posteriormente, o envio para a votação da câmara de vereadores.
Para tanto, uma comissão foi montada com 12 pessoas, que terão a responsabilidade de agendar reuniões e marcar atos, além de organizar o texto do projeto, que foi lido e debatido neste primeiro encontro. Artigos e parágrafos foram sendo ajustados conforme consenso de todos.
Nenhum vereador de Lagarto compareceu à reunião. Por outro lado, o movimento recebeu a visita do vereador Morgan da cidade de São Cristóvão, que foi trocar informações com o grupo, já que é um desejo dele levar esse debate para a câmara do seu município. Em sua participação, ele sugeriu a inserção de um item no projeto. "Tem que pensar numa forma de reduzir e aplicar essa sobra em uma obra que a população precise", disse. Morgan inicialmente falou que iria sugerir esse projeto em São Cristóvão, no entanto a Sessão não teve Quórum suficiente para tal iniciativa da pauta.

Inicialmente, o pré-projeto prioriza o montante de dinheiro que sobraria da redução salarial, uma soma que ultrapassa os R$ 100 mil, para ser aplicado na Saúde. Isso porque o dinheiro repassado da prefeitura para a câmara que não for usado volta para o Poder Executivo. "É uma forma de amarrar esse dinheiro", comentou Itamar Santana. O debate caminhou para definir se na contratação de médicos ou de toda uma equipe de profissionais da saúde para funcionamento de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h.
A propositura ainda não está fechada. Uma nova reunião está sendo marcada para finalizar essa primeira etapa. Pré-agendado já tem um novo encontro na próxima terça-feira (1) no mesmo local, às 19h.

Fonte: Portal Lagartense

20 de ago de 2015

Movimento quer reduzir salários de vereadores de Lagarto



Intenção é combater a corrupção e, como resultado, investir na Saúde. Saiba quanto os vereadores passariam a ganhar com a aprovação do projeto.

O "Movimento Redução Já" irá propor na Câmara Municipal de Lagarto um projeto de iniciativa popular para a redução dos subsídios dos vereadores. De R$ 8 mil eles passariam a ganhar por mês dois salários mínimos. Com isso, segundo o grupo, economizaria na folha dos legisladores R$ 109 mil, que seriam investidos na Saúde, conforme prevê o pré-projeto.
Eles acreditam que mesmo com a redução, o vereador lagartense não sofreria problemas financeiros. "Porque, constitucionalmente, o vereador pode ter outro emprego ou função se os trabalhos legislativos derem para conciliar", explica o advogado Itamar Santana, membro do movimento. "Como não existe tanto trabalho em Lagarto, propomos a redução salarial dos edis", afirma.
Ele, o empresário Daniel Coelho e a professora Elissandra Santana, que conversaram com o Portal Lagartense, dizem que o objetivo do movimento, que já conta com dezenas de integrantes, é combater a corrupção eleitoral e, como resultado disso, investir em profissionais médicos.
O grupo explica que, como o repasse do Poder Executivo à câmara não diminui com a redução salarial, ou seja, continua entrando o mesmo orçamento no Poder Legislativo, a intenção é fazer com que essa sobra, que giraria em torno de pouco mais de R$ 100 mil, seja aplicada na contratação de médicos plantonistas para serem usados em unidades de atendimento 24h.
Por enquanto o projeto está em fase de conclusão, e, como se trata de uma propositura de iniciativa popular, precisa colher 5% de assinaturas de todo o eleitorado lagartense antes de ser enviado para apreciação. Para o movimento, o número de adesões precisa atingir pouco mais de 3 mil.
Depois de ter o projeto elaborado e assinaturas coletadas, eles passam a contar com a pressão popular para que os vereadores aprovem a matéria na câmara. Segundo Itamar, não é preciso pressa, já que o movimento tem até setembro de 2016, período máximo para realizar o reajuste salarial dos vereadores.
Reunião
O grupo que pretende reduzir o salário dos vereadores lagartenses já tem uma reunião pré-agendada para o dia 25 de agosto, próxima terça-feira, às 19h, no Rotary Club. O encontro é aberto para o público em geral e vai receber mais sugestões para incrementar o projeto.
Fonte: Portal Lagartense

11 de ago de 2015

Valmir Monteiro prestigia devolução simbólica do mandato de Ribeirinho


Valmir Monteiro e Ribeirinho amigos para sempre


O deputado estadual Valmir Monteiro (PSC) participou, ontem segunda-feira (10), da solenidade solene, no plenário da Assembleia Legislativa, que devolveu, simbolicamente, o mandato do ex-deputado estadual Rosendo Ribeiro Filho, o Ribeirinho. Ele havia sido cassado em 1969, durante a ditadura militar.
A devolução do seu mandato foi proposta por seu neto, o deputado estadual Gustinho Ribeiro (PSD), através do Projeto de Resolução 05/2015, que foi aprovado por unanimidade pelo plenário da Casa. Ribeirinho foi fundamental no início da trajetória política de Valmir Monteiro.
“Quero externar a minha alegria e ressaltar o quanto foi feliz o deputado Gustinho Ribeiro por tamanha honraria. Ele e a Assembleia Legislativa fazem justiça em um gesto grandioso para com este grande nome da história política de Lagarto, que é Ribeirinho. Uma homenagem justa, bonita e em vida. Tenho certeza da alegria e contemplação que afaga o coração do homenageado”, destacou Valmir.

Da Assessoria de Imprensa
 Habacuque Villacorte
Foto: Gumercindo