9 de nov de 2014

Após 2 dias internado homem que jogou cerca de R$ 7 mil para cima no centro de Lagarto morre



Depois de dois dias internado no Hospital Regional de Lagarto, respirando com ajuda de aparelhos, Luís Carlos de Carvalho morreu na madrugada deste domingo.





Boletim Médico da Sexta-Feira

Estado de saúde de homem que sofreu surto é grave


Depois de jogar para cima uma soma de cerca de R$ 7 mil, ele foi internado no Hospital Regional de Lagarto (HRL) com um quadro de surto psicótico e envenanamento.
O estado de saúde do homem que teve um surto no centro de Lagarto na sexta-feira (7) é grave. Depois de jogar para cima uma soma de cerca de R$ 7 mil, ele foi internado no Hospital Regional de Lagarto (HRL) com um quadro de surto psicótico e envenanamento.
Segundo o boletim médico do HRL, o quadro do homem de 61 anos é "considerado grave". "Em virtude da ingestão de veneno, ele precisou ser entubado no início da tarde desta sexta-feira, estando internado em um dos eixos críticos (Área Amarela) do Hospital Regional, onde tem o acompanhamento de toda equipe médica e de enfermagem", informou a nota.
Ainda de acordo com o boletim do hospital, "até por volta das 16h não havia nenhuma previsão ou indicação sobre a necessidade de sua transferência para o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), em Aracaju".
Ele precisou ser alocado dentro de uma viatura do Samu por uma equipe do Corpo de Bombeiros depois que se recolheu em seu quarto e ameaçou se suicidar. Mesmo com as equipes da Polícia Militar, Samu e bombeiros, ele acabou ingerindo uma quantidade de veneno, conforme notificou o HRL.
Segundo o boletim divulgado na tarde desta sexta-feira (7) pelo Hospital Regional de Lagarto, ligado à Universidade Federal de Sergipe, o homem que jogou dinheiro está internado em estado grave porque tomou veneno para tentar se matar.
De acordo com o hospital, Luís Carlos de Carvalho deu entrada na unidade por volta 11h40 desta sexta-feira e foi encaminhado para área amarela, onde ficam os pacientes com estado de saúde crítico.
Logo quando chegou, foi medicado, mas devido à reação pela ingestão de veneno, precisou ser entubado e segue sem previsão de alta ou indicação de transferência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário