10 de out de 2014

HRL já realizou mais de 80 mil atendimentos de urgência e emergência este ano



O Hospital Regional ‘Monsenhor João Batista de Carvalho Daltro” (HRL), em Lagarto, já realizou de janeiro a setembro deste ano pouco mais de 80 mil atendimentos e assistiu perto de 46 mil usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), segundo apontam os relatórios de produção do unidade, gerenciada pela Fundação Hospitalar de Saúde (FHS). De acordo com o balanço, o HRL realizou nesse período 80.125 procedimentos, entre consultas de urgência em pediatria, ortopedia, clínica geral, administração de medicamentos e atendimentos de enfermagem em geral.

O levantamento mostra ainda que o HRL, uma das principais obras estruturantes concebidas pela Reforma Sanitária e Gerencial do SUS em Sergipe a partir 2007, realizou entre janeiro e setembro deste ano perto de 128.500 exames complementares, número 30,8% superior ao registrado no mesmo período de 2013, quando foram contabilizados 98.200. Também de janeiro a setembro 2014, somente os laboratoriais clínicos totalizaram 108.531, o que representa 27,6% a mais que o verificado nos nove primeiros meses do ano passado, quando foram ofertados 85.037 desses exames.
       
Oldegar Alves Junior       
 O superintendente do HRL lembrou que o HRL ainda atende a pacientes de municípios de outras microrregiões de saúde do Estado, em especial do Agreste e do Sul, além de cidades da Bahia que fazem divisa com Sergipe. “Temos atendido também pacientes de municípios de outras regionais, como Campo do Brito, São Domingos e Itabaiana (Agreste) e Estância (Sul), e isso também fortalece o papel do HRL na rede estadual de urgência e emergência hospitalar”, destacou. Pacientes de cidades baianas como Paripiranga, Adustina, Fátima, Nova Soure, dentre outras, também são encaminhados ao HRL.
Segundo o superintendente do HRL, Oldegar Alves Junior, a unidade tem avançado na melhoria dos serviços de saúde de urgência e emergência hospitalar na região, conforme estabelecido pela Reforma Sanitária e Gerencial do SUS de Sergipe. “Cada vez mais ampliamos nossos atendimentos. Este ano já realizamos também pouco mais de 17 mil exames radiológicos”, acrescentou. “Além disso, temos contribuído de forma significativa para reduzir a fila e o tempo de espera por cirurgias ortopédicas no Estado, fazendo com que, cada vez mais, o HRL se consolide como uma referência em ortopedia para a região Centro-Sul”, acrescentou. De janeiro a setembro deste ano, o Centro Cirúrgico do HRL já realizou quase 1.000 cirurgias, das quais 712 ortopédicas.

Outros números - O balanço dos nove meses de 2014 mostra ainda que o Hospital Regional de Lagarto, responsável pela cobertura assistencial a uma população de 250 mil pessoas nos seis municípios que integram a microrregião Centro-Sul de Saúde (Lagarto, Simão Dias, Poço Verde, Tobias Barreto, Salgado e Riachão do Dantas), ofertou ainda quase 11.300 tratamentos clínicos de traumas ortopédicos e perto de 3 mil internações.
Os serviços prestados pelo HRL beneficiam usuários como a lavradora aposentada Maria Pereira Figueiredo, de 88 anos, natural de Tobias Barreto,  internada com quadro de Acidente Vascular Encefálico (AVE). “Minha mãe passou mal no domingo (28 de setembro), foi levada de ambulância para o hospital de Tobias e, na segunda-feira, trazida para cá pelo Samu. Desde então, o atendimento tem sido ótimo. Ela tem recebido a medicação certinha e melhorou muito”, disse na sexta-feira (3) a filha de dona Maria, a também lavradora Josefa Pereira Figueiredo, de 48 anos, que acompanhava a mãe em uma das enfermarias da clínica médica do HRL.
Também nesta sexta-feira, 3, quem precisou do Hospital Regional foi a lavradora Cristiane Santos Nascimento, de 29 anos, do povoado Jardim Campo Novo, no município de Lagarto, que estava com o filho de 10 anos. “Ele estava tossindo muito e é alérgico a frieza, poeira. Na segunda-feira passada (29) já tinha levado no posto de saúde, mas a medicação não estava resolvendo. Por isso resolvi trazê-lo para o hospital. Já passou pela consulta com a pediatra e agora, graças a Deus, vai ser medicado e ficar bom”, afirmou.

Tito Lívio de Santana
Assessor de Comunicação/HRL

Nenhum comentário:

Postar um comentário