20 de jul. de 2011

Núcleo Tecno-Ambiental de Lagarto realiza atitude inédita no Estado

Plantio de duas mil mudas com o objetivo de reduzir o impacto ambiental causado por poluentes


Em todo o mundo, existem várias ações e políticas com interesse de proteger a natureza ou o que resta no ambiente natural, mas todas elas não contemplam a necessidade urgente de reverter o quadro degradante em que o mesmo se encontra. Tudo o que fizermos ainda será o mínimo do que o mundo precisa.
E visando esse desafio de reparar urgentemente o meio ambiente, o Núcleo Tecno-Ambiental de Desenvolvimento de Tecnologia Industrial Railton Faz está lançando mais um projeto na área: o ‘PLANTAR E NÃO DEGRADAR’, que tem o intuito de mobilizar o poder público municipal, a comunidade e as escolas situadas nos Povoados Itaperinha e Santo Antônio e sensibilizá-los para que cada um compreenda o seu papel no meio ambiente, e, dessa forma, possam desenvolver suas potencialidades, adotando posturas pessoais e comportamentos sócio-construtivos, contribuindo para uma sociedade sustentável.
Para tal ação, o Núcleo irá dispor de 3000 mudas de espécies diversas para que sejam plantadas no entorno da Usina de Processamento de Resíduos Sólidos para Geração de Energia Limpa, cuja localização é povoado Itaperinha, a 3km da sede do município de Lagarto. Importantes parceiros, como o Tiro de Guerra, a Prefeitura de Lagarto, através das suas secretarias de Educação, Obras e Meio Ambiente, e empresas privadas auxiliarão no desenvolvimento do PLANTAR E NÃO DEGRADAR.
“Fazer a nossa parte nem sempre é o mais importante. É importante também suscitar novas perspectivas e novas responsabilidades nas pessoas ao nosso redor, porque o mundo não é uma preocupação de apenas um grupo de ambientalistas, mas de todos, afinal, quem não é afetado por ele? Qualquer acontecimento, somos nós os primeiros que sentimos o impacto do meio ambiente”, afirmou o principal idealizador do projeto, Railton Lima.
Postado por Raimundinho em 20 de julho de 2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário